Henrique de Oliveira Pinho: Estudando Engenharia Industrial na Universidade de Nevada (University of Nevada), em Reno

Henrique de Oliveira Pinho: Estudando Engenharia Industrial na Universidade de Nevada (University of Nevada), em Reno

Entrevista:

Conheça Alunos do Programa Brasileiro de Mobilidade Científica

Através do Programa Brasileiro de Mobilidade Científica, milhares de estudantes brasileiros que se destacam nos campos da ciência, tecnologia, engenharia e matemática (STEM, na sigla em inglês) têm a oportunidade de estudar em algumas das melhores universidades do mundo. Os recipientes das bolsas passam um ano de estudo no exterior e depois concluem seus cursos em universidades brasileiras. Atualmente, há aproximadamente 2.000 estudantes no Programa Brasileiro de Mobilidade Científica nos Estados Unidos. Conheça alguns dos que estão estudando lá!

Gustavo Henrique de Oliveira Pinho, aluno do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca, mais conhecido como CEFET-RJ, está estudando Engenharia Industrial na Universidade de Nevada (University of Nevada), em Reno.

Por que você decidiu candidatar-se ao Programa Brasileiro de Mobilidade Científica nos EUA?

Morar nos exterior é uma experiência fascinante e o Programa de Mobilidade Ciêntifica me deu a oportunidade de fazer meu curso em uma ótima universidade e em um grande país. Escolhi os EUA por causa do alto nível de educação oferecido, a quantidade de pesquisas em desenvolvimento e a diversidade cultural e das pessoas que moram aqui.

O Programa Brasileiro de Mobilidade Científica coloca estudantes em universidades. Que universidade você escolheu?

Escolhi a Universidade de Nevada, em Reno (UNR) por tantos fatores que nem consigo mencionar todos. O mais importante de todos foi a reputação da UNR pois ela está entre as 100 melhores universidades dos EUA, e por causa da impressionante qualidade dos cursos, pesquisas importantes e uma vida estudantil bem envolvente. Sua localização me chamou muito a atenção. Reno é uma cidade muito bonita e oferece muitas atividades como esportes, artes e grandes eventos. A proximidade do Lago Tahoe e da Califórnia permite que eu pratique atividades como snowboarding e caminhadas.

Do que você mais gosta?

É uma pergunta difícil de responder mas acho que a excelente infraestrutura, a atenção e ajuda que recebi de todos o pessoal da universidade.

Qual foi sua maior surpresa?

A diversidade das pessoas nos EUA e como elas vivem em harmonia e respeitam as diferenças. Quanto à educação, fiquei surpreso com a quantidade de tarefas de casa e a grande variedade de atividades fora da sala de aula como times esportivos, clubes e fraternidades.

... sua maior decepção?

Não tive muitas decepções, mas poderia dizer que não me saí bem nos testes para o time de futebol da UNR e uma vez um amigo meu teve seu casaco roubado na academia.

Quais são suas atividades?

Fui membro de um time em um torneio intramuros e participei em atividades especiais no meu dormitório como o “Speed Friending” (encontro para fazer amizades) e “Professor Talk” (palestras de professors). Assisti palestras interessantes de especialistas no meu campo de estudo, e fui na “Job Expo” (feira de emprego) para ter contato com empresas americanas. Fui ao Lago Tahoe e ao Monte Rose com amigos da universidade.

Qual é a relevância dos seus estudos nos EUA e do programa Programa Brasileiro de Mobilidade Científica para as suas metas pessoais e para as necessidades do seu país?

Estudar nos EUA certamente fará um impacto no meu currículo para toda a minha vida, e o Brasil está precisando de engenheiros qualificados. Acredito que esta experiência poderá realmente me ajudar a trabalhar com as melhores empresas internacionais que estão se estabelecendo no Brasil, e ajudar o meu país a continuar a crescer economicamente e a desenvolver novos campos de estudos e pesquisas. Os muitos pontos de vistas aos quais estou sendo expostos, irão definitivamente me fazer uma pessoa mais complete. Não há como medir o conhecimento e experiência que estou ganhando com este programa de intercâmbio. Além disso, estou aprimorando o meu inglês para que eu possa trabalhar ou desenvolver pesquisas em qualquer lugar do mundo. Acredito que estudar nos EUA é uma oportunidade que todos os estudantes merecem.

Show More

SUSA_img_200x55.jpg
Baixe nossas revistas Study in the USA®